quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Se o povo tá na merda, tira o povo da merda!

Dizem que hoje é o Dia Internacional dos Direitos Humanos, como referência à famosa declaração. Quem dera que fosse uma prática diária esses tais direitos humanos... aliás, sempre que se comemora um dia como esse de hoje, específico como esse também existe das mulheres, do meio ambiente e, aqui no Brasil, da consciência negra, me vem a mente de que fora deste dia, nada do que se comemora acontece...

Mas vamos que vamos! É preciso seguir em frente, né?

Faz tempo que não escrevo aqui, assim da forma mais solta que escrevo agora. Não é uma postagem de algo que escrevi academicamente, ou então nada muito direcionado, nem mesmo uma espécie de compilagem de tweets como aquele post sobre o panetone. Trata-se tão somente de escrever o que me vem à mente.

E olha que tem muita coisa nessa minha mente!

Essa questão do Arruda, do DF, do DEM, se expulsa ou não expulsa, e o cara acaba se desligando para não gerar constrangimento (para ele, né?) é um pouco do melhor que a política brasileira pode me oferecer hoje. Pô, torno a repetir que está para nascer um político que assuma seus atos!

O Lula disse hoje, em São Luís do Maranhão, cujo prefeito é do PSDB, que não importa o partido: se o povo estiver na merda, vai tirar o povo da merda. Além de ser verdade, afinal durante o seu governo ele acabou dando umas migalhas que nunca antes neste país foram dadas ao povo brasileiro, ao falar isso, o presidente mostra sua melhor face, aquele ser sincero, que Caetano chama de grosseiro.

Para arrematar, além dos aplausos entusiasmados, ainda completou dizendo que os jornais iam dar o maior destaque (ele sabe como ninguém disso... e por isso fala...) e que esses jornalões brasileiros falam muito mais besteiras do que ele. Foi mais ou menos isso que assisti no Youtube (http://ow.ly/KMi9)...

Aliás estes jornalões são bem fajutos, pois fazem exatamente o que o presidente deseja! Que imprensa mais amestrada... ai ai ai... E os petistas históricos ainda vêm com esse papo bobo de que a mídia é isso, a grande mídia é aquilo... Me perdoem, mas a mída brasileira e Lula andam juntos... Parece um time de volei, em que a mídia é o "levantador" e Lula o "ponta", aquele que dá aquela cortada pancadão perfeito.

Mesmo sendo fã de Caetano, gosto dessa grosseria sincera que o Lula demonstra de vez em quando. Prefiro essa atitude do que aquele cinismo do "nada sei" que ele faz uso sempre que explode uma "bomba" debaixo do seu colo, como se não explodisse seu bucho da mesma forma.

Aqui no Brasil, roubar é atitude naturalizada pelo povo em relação aos políticos. É algo de conhecimento público: a pessoa se elege, vai roubar e vai ganhar dinheiro de tudo quanto é jeito. Infelizmente é assim que pensa o brasileiro médio (que não existe, mas que tem muita gente que pensa assim neste país, ah, isso tem!). O que o povo parece estar começando a sacar é que os políticos ladrões proliferantes estão a fazer uso do dinheiro que deveria retornar para ele em serviços como educação, saúde, cultura, segurança. Ao invés disso, tome-se castelos, mansões, vidas de luxo, orgias... mas "nós também podemos ser caretas", já cantava a vaca profana de Caetano.

A questão que quero pontuar é que, apesar dos pesares, Lula é e, se bobearem, ainda será por muuuuito tempo o melhor presidente que o Brasil já teve. Em vários sentidos: não veio da academia, é popular, fala o que pensa quando pode, diz que não sabe quando está enrolado, representa bem o país lá fora e muito mais o governo aqui dentro, consegue emprestar dinheiro ao efe eme IH, consegue dar uma esmola aos pobres (como nunca antes neste país) e muito dinheiro aos altos investidores das finança globalizada brasileiros (ah, eu vou escrever também de um jeito bacana que dê procês entendê! Afinal, se Lula pode, eu posso!), é sortudo a beça (vide a descoberta do pré-sal e as "trapalhadas" do DEM) e politicamente inteligente pra cacete (basta ver a manutenção da política econômica de FHC, que deve estar se mordendo, e ficará até sua morte, a se manter a sua altíssima rejeição que não lhe permite nem mesmo falar muito em público...). Deve ter algo que esteja esquecendo, que os lulistas mais fanáticos cansam de despejar na minha caixa de e-mails.

Isso tudo e o fato de possuir cerca de 70% de aprovação (e os mais fanáticos vão dizer: "pô, é 72% seu babaca!") faz com que Lula consiga eleger hoje até mesmo um poste. Conseguirá eleger Dilma daqui a 11 meses?

Parece que sim, se nada afetar a popularidade de Lula, até eu ganho do Serra ano que vem! Afinal, o que Serra teria a oferecer de bacana pros caras que tão na merda e para aqueles que estão nadando em rios de dinheiro?

Alguém que lide tão bem com esse paradoxo quanto Lula, ainda está para aparecer na cena política brasileira. Além disso, Serra não tem diferencial em relação a qualquer um que Lula benzer.

Mas, em 11 meses muita coisa pode acontecer com a popularidade de Lula.

Uma coisa não me sai da cabeça, por isso escrevo uma hipótese: até que ponto Lula não alimenta notícias de jornal com belos factóides e ganha terreno para novos factóides como esse de hoje?

Para pensar...

É a mesma coisa do marketing do ilícito, aproveitando que o presidente comparou a corrupção brasileira ao baseadinho que se fuma escondido da família: será que as fotos de apreensões de drogas como cocaína, maconha, crack e ecstasy não estimulam o consumo dos usuários e daqueles potenciais usuários?

Enfim, o terreno da especulação pode me satisfazer...

Foi bom voltar a escrever aqui... espero voltar em breve, lembrando que gosto de Lula, mas admiro Caetano!

Por que não?

Um comentário:

Júlio disse...

Quer saber? Não sei se o Lula é um gênio da mídia ou se nossos jornais são muito cabotinos... outro dia, quando lançaram o filme do Fábio Barreto sobre ele, O Globo gastou umas 4 páginas com o assunto. Falou de financiamento público (não conheço filme brasileiro que não tenha) e depois de tudo ainda colocou, em outra página, uma matéria sobre a propaganda do Chevrolet Agile que citava conquistas do governo (o pentacampeonato, por exemplo!). Chamou de propaganda chapa branca. No fim das contas, deve ter dado mais bilheteria ao filme que ele merece.... Por fim, começo a achar que estamos errados quando pensamos que temos um povo honesto e políticos corruptos. Cada vez mais constato que o brasileiro é corrupto e os políticos só têm mais chance de roubar. Ok, tem lixeiro que devolve mala com dinheiro, mas também tem gente que avança sinal vermelho, suborna guarda, faz gato de luz...